Nesta década passaremos por momentos extremamente difíceis, previstos, mas invisíveis pela população ocupada em alimentar o estado com impostos.

Atualmente enfrentamos uma crise de saúde acompanhada de uma crise financeira mundial que vem sendo maquiada desmoronando diversas famílias.

Durante essa crise é que veremos para onde vai nossos impostos que são pagos mês a mês, (tenham certeza que para saúde, educação e segurança não está indo).

Alguns estudiosos chamam crise financeira de Grande Reset. Reset criado por quem? Talvez você deva estudar sobre NOM (Nova Ordem Mundial).

Todo acontecimento do mundo não acontecem por acaso.
Presidentes que entram sem o menor desejo popular, eleição que não podem ser auditadas, famílias que não trabalhar, países fechados.

Os acontecimentos citados são apenas uma gota em um oceano de tudo que não controlamos mesmo sendo a maioria.

A população em geral está entregando aos poucos seus direitos individuais, nossos direitos e vontades estão abaixo de governantes corruptos que são minoria.

Use Smartcash.

Há um ditado que cita, ” o mundo não é dos espertos, é de quem tem dinheiro”. Esse ditado pode ser entendido como um conselho.

Conselho que diz, se quer poder, tenha dinheiro.

Tire o poder das mão de governantes corruptos tirando o controle do dinheiro. A grande verdade é que não se pode tirar esse poder com apenas um individuo, porém se trabalhamos em conjunto mostraremos que é possível.

Fazer transações em Smartcash, não é apenas uma forma de lucro, mas sim a maneira de dizer que queremos nossos direitos e não concordamos com o caminho que estamos sendo levados.

Todas as transações em Smartcash  são contribuições para tirar um pouco de poder dos governantes corruptos.

Possuir Smartcash é a confirmação de que não precisamos de um intermediador para nos dar “segurança”.

Transacionar em Smartcash é forma de expressão de liberdade.

Nascemos livres, não devemos ter medo, nascemos livre, em Smarcash permaneceremos!

Compartilhe:

Compartilhe este artigo.

Nos siga no Twitter 

Fonte da imagem: www.anf.org.br